TOP 5 DOS PAÍSES MAIS CAROS DO MUNDO - ByFrox

TOP 5 DOS PAÍSES MAIS CAROS DO MUNDO

Anúncios

Já imaginou morar em um lugar que é incrível, porém muito caro de se viver? Trouxemos uma pesquisa dos lugares mais caros de viver nesse momento, para você ficar por dentro de tudo.

Anúncios

Confira quais são os cinco países mais caros para se viver no momento.

ISLÂNDIA

Trouxemos aqui a Islândia, que combina isolamento geográfico, imposto alto de importação e população rica para se tornar um dos países mais caros para se viver.

A taxa alfandegária custa 24%, e a renda média é de US$ 5,5 mil por mês. Na Islândia a agricultura é altamente regulamentada, com diversos produtos proibidos de serem importados e controle de preços locais, mas todo maquinário agrícola precisa ser comprado no exterior.

A indústria local é voltada para a produção de alumínio, ferro silício e processamento de peixe.

BERMUDAS

Sabemos que Bermudas é um território ultramarino da Grã-Bretanha, mas é administrado como um país.

A ilha, que está localizada a mais de mil quilômetros da costa dos Estados Unidos, no Atlântico Norte, importa quase tudo de que necessita e isso não custa barato, especialmente porque o imposto de importação custa em torno de 35%.

Em Bermudas a população é de 72 mil habitantes espremidos em uma área de 53 quilômetros quadrados, os serviços essenciais, como eletricidade, são fornecidos por uma empresa estatal que tem o monopólio. Porém o preço do aluguel é altíssimo.

Para piorar, grande parte da população é pobre, e a taxa de desemprego entre jovens é de 29%.

BAHAMAS

Podemos dizer que Bahamas é composto de mais de 700 ilhas localizadas entre Cuba e Estados Unidos, as quais abrigam 355 mil pessoas. Com agricultura e indústria muito incipientes, o turismo acaba representando a maior parte da força econômica do país.

O imposto de importação chega a 220%, mas a média dos produtos paga entre 5% e 35%. Parte da população vive abaixo da linha da pobreza, e o desemprego entre os jovens é de 26%.

Com quase todos os produtos consumidos oriundos de fora, a principal receita do país são as taxas alfandegárias e sobre serviços.

SUÍÇA

A Suíça foi considerada o país mais caro para se viver até 2017, quando perdeu o posto para Bermudas. Mas sabemos que é diferentemente da ilha caribenha, o território suíço está no centro da Europa, então os impostos cobrados estão entre os menores do mundo.

Mas a principal explicação para os preços altos na nação europeia está relacionada ao alto poder de compra da população local.

Apesar de não ter um salário-mínimo nacional, em média um trabalhador recebe mais de 6 mil francos suíços por mês, o equivalente a mais de US$ 6 mil.

BARBADOS

Por fim trouxemos Barbados, que está localizada no Atlântico Norte, mas tem identidade relacionada ao Caribe.

A indústria açucareira tem participação relevante na economia, mas o país depende de produtos importados dos Estados Unidos e do Reino Unido para sobreviver.

Por mais que tenha uma riqueza gerada pelo turismo, a maior parte da população, de 300 mil habitantes, é pobre.

O país também sofre com a poluição das águas costeiras devido à eliminação de resíduos tóxicos por navios e o índice de desemprego de pessoas entre 25 anos e 34 anos é de 26%.